Livro: Eu e minha boca grande

Autor:

Categoria:

Páginas: 100

Sinopse

A língua expressa o que pensamos, sentimos e queremos. A mente diz o que pensamos, não
necessariamente o que Deus pensa. A vontade diz o que queremos, não o que Deus quer. As
emoções dizem o que sentimos, não o que Deus sente. Ao mesmo tempo em que nossa alma é
purificada, também é treinada para conduzir os pensamentos, desejos e sentimentos de Deus e,
assim, transformar-nos em porta-vozes do Senhor.

A Palavra de Deus ensina, em 1 Coríntios 2.16, que nos foram dados, a mente de Cristo e os
pensamentos, sentimentos e propósitos do seu coração. Temos a mente de Cristo, mas a alma
não crucificada os “impede” de aparecer. Há uma luta contínua entre a carne e o espírito.
O corpo e a alma unidos formam o que a Bíblia se refere como “a carne”. Portanto, usaremos os
termos “a alma” e “a carne” alternadamente.

O homem quer pensar seus próprios pensamentos, mas Deus deseja usar a mente do homem
para pensar os pensamentos dele. O homem tem seus próprios desejos, que podem ser mudados
conforme os desejos de Deus, se ele se submeter ao Espírito Santo. O homem vive grande parte
de sua vida guiado por seus sentimentos, que parecem ser o inimigo número um dos crentes.


Postados recentemente

Será que a Bíblia é Verdadeira… Mesmo?

,

Novas Evidências que Demandam Um Veredito. Evidência 1 & 2 – Volume Único

O Mestre da Sensibilidade – Vol 2

A Verdade Nua e Crua

O Toque De Midas – John Train

O Toque de midas

Não Tenho Fé Suficiente Para Ser Ateu

O problema do mal: Uma antologia de textos filosóficos

A Manifestação da Glória de Deus

Guia Completo do pregador

E-book 4 Semanas Para Conquistar Clientes de Coaching

Coletânea Liderança #2 da série "A Escalada"

Barnabé : Um legado épico

Capitalismo, Socialismo e Democracia

O Futuro da Democracia

O Ódio à Democracia